100 anos de Paulo Freire

Foto: Mural de Paulo Freire na Faculdade de Educação e Humanidades da Universidade do Bío-Bío, no Chile. Crédito: Nefandisimo, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons

No centenário do educador, produções da USP explicam o legado do patrono da Educação Brasileira

O educador e filósofo Paulo Freire, patrono da Educação Brasileira (Lei nº 12612), é um dos pensadores mais notáveis na história da pedagogia mundial. Influenciador do movimento chamado Pedagogia crítica, fundamentava sua prática didática na crença de que o educando assimilaria o objeto de estudo fazendo uso de uma prática dialética com a realidade, em contraposição à por ele denominada educação bancária, tecnicista e alienante. Segundo Freire, o aluno cria sua própria educação, fazendo ele próprio o caminho, e não seguindo um já previamente construído. 

Paulo Freire destacou-se por seu trabalho na área da educação popular, voltada tanto para a escolarização como para a formação de consciência política. Entre suas obras está “Pedagogia do Oprimido”, terceiro livro mais citado em trabalhos acadêmicos de ciências sociais em todo o mundo. Foi o brasileiro mais homenageado da história, com pelo menos 35 títulos de Doutor Honoris Causa de universidades da Europa e América; e recebeu diversas premiações, como o prêmio da UNESCO de Educação para a Paz em 1986.

“Todos nós sabemos alguma coisa. Todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso, aprendemos sempre.”

Paulo Freire. A importância do ato de ler: em três artigos que se completam, São Paulo: Autores Associados: Cortez, 1989, p. 31

 

No centenário do educador Paulo Freire, produções da USP explicam o seu legado. Confira a seleção de conteúdos que abordam a vida, a obra e o pensamento de um dos educadores mais citados no mundo.