TELÊMACO BORBA – 2º Concurso de Boas Práticas Pedagógicas

Profissionais e projetos que se destacaram na Edição 2021

>> Gestores

1º – Vagalumes do saber

O objetivo de Lucélia de Souza Melo foi fomentar a leitura entre os professores, de modo a fortalecer a base intelectual e cultural da equipe. Cada docente escolheu, às cegas, um envelope contendo um livro diferente, que deveria ser lido no prazo de um mês. Após esse período, em um segundo encontro, os professores compartilharam suas impressões, ideias, aprendizados e influências trazidas pela publicação. As experiências relatadas passaram a ser um bem de valor comunitário, gerando identificação e sensibilização. Esse ciclo tem se renovado desde o lançamento do projeto.

 

1º – Avaliação institucional participativa: construindo uma nova escola

Envolver todos os alunos, familiares, conselho escolar e profissionais da escola no processo de avaliação e melhoria da qualidade da educação foi o foco do projeto de Cleunice de Jesus Almeida. Dentro dos grupos de gestores e corpo docente, percebeu-se a importância do fortalecimento dos vínculos familiares com a escola, apontando a necessidade de uma estratégia para buscar uma participação mais ativa dos pais e da comunidade, a fim de colher sugestões que contribuíssem com as demandas escolares. Uma mobilização, dentro da escola, envolveu todos os alunos em diálogos coletivos. Cada um pode expor suas ideias, críticas e sugestões. Feita a sistematização das questões levantadas, os próprios alunos atuaram como agentes disseminadores, levando as ideias sugeridas aos pais. Em um processo da avaliação institucional, realizou-se uma assembleia geral de pais, que também participaram com sugestões, críticas e dúvidas relacionadas à escola. A adesão ao projeto resultou na participação de 70% dos pais, experiência que norteará a elaboração do próximo plano de ação.

 

2º – Desmitificando a tecnologia em tempos de pandemia

Em tempos de Covid-19, o projeto de Gislaine Aparecida Rosequine visou proporcionar momentos de aprendizagem significativa e desenvolvimento dos alunos utilizando a plataforma Meet. A resistência inicial de professores e familiares à tecnologia foi quebrada a partir das formações do Programa Klabin Semeando Educação e das formações em serviço da coordenadora da escola. Em pouco tempo de uso da ferramenta chegaram relatos empolgados dos docentes em relação às aulas e a tecnologia passou a ser adotada de forma abrangente no planejamento. As crianças e seus familiares também mostraram entusiasmo pelas atividades propostas.

3º – Gestão colaborativa: avaliar para transformar

Implementar a Avaliação Institucional Participativa – forma de ajuste de percurso para transformação do meio – foi o projeto apresentado por Sandra Mara dos Santos. A iniciativa permitiu vislumbrar a transformação da realidade quando todos os envolvidos assumem seu papel, desde que possam falar e ser ouvidos, expressar suas ideias e opiniões, incluindo as crianças, que são as protagonistas do processo e ocupam esses espaços.

>> Professores

1º – Gêneros textuais

O projeto de Sirlene Reis visa o desenvolvimento integral dos alunos, dentro e fora da escola, de forma interdisciplinar, a partir da leitura e compreensão de diversos gêneros textuais. Essa estratégia permitiu a articulação das atividades entre diferentes áreas do conhecimento, com sequências didáticas, contribuindo para o aprendizado significativo de prática de leitura, escrita, noção de cidadania e autoconhecimento.

2º – Fauna regional

O projeto de Maria Liberdade Cordeiro de Oliveira focou nos animais da região, buscando apresentar suas características, organização, habitats e conservação. A realização do projeto revelou-se importante para o desenvolvimento dos aspectos cognitivo, comportamental, emocional e social dos alunos. Com essa temática, eles conheceram melhor o lugar onde vivem e a riqueza da fauna regional, além de compreender a importância de respeitar a natureza, as condições de vida das espécies nesse ambiente e a problemática ambiental.

 

3º – Eu mudo o meu mundo, sou protagonista da minha história

Os gêneros textuais também ajudaram a promover a consciência ambiental. Por meio de atividades práticas, o projeto de Roseli de Oliveira propôs aos alunos a percepção de que somos agentes de transformação no meio em que vivemos. O trabalho desenvolvido envolveu diversas áreas do conhecimento, sendo pautado nos documentos orientadores oficiais, como a BNCC e o Referencial Curricular do Paraná.

 

Veja também:

>> Correia Pinto

>> Goiana

>> Imbaú

>> Lages

>> Ortigueira

>> Otacílio Costa

>> Reserva

>> Sapopema

>>Tibagi

>> Ventania